sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A Tríplice da Morte

Pensem por um momento. Se a máxima fosse verdadeira, fatalista. Se, de fato, escrever um livro, ter um filho e plantar uma árvore fossem os três passos obrigatórios rumo ao falecimento. Se nós só pudéssemos morrer ante o cumprimento das três etapas. Se não adiantasse velhice, doença ou suicídio.

O mundo, com certeza, seria diferente. Teríamos muito menos árvores. Leríamos livros muito mais raros. Crianças, nós as teríamos às pencas, como é. Pois que se pode fugir à morte, não ao orgasmo.

Resultado inevitável. Oxigênio poluído, cultura escassa, superpopulação. Algo de semelhante nessa supra-realidade? Via das dúvidas, não pretendo plantar árvore alguma antes dos meus 80 anos...

Um comentário:

Ricardo disse...

Quero dizer só da plantação. Bem cedo eu plantei algumas mudas. Algumas eu vi tronarem-se arvores... Creio que já estejam mortas. Assassinos!!! [Dur...]
Então, plante arvores sim. The world needs