sábado, 7 de janeiro de 2012

Meu anjo dorme

Meu anjo está dormindo. Bela como o afago dos deuses. Dorme o sono dos inocentes, enquanto a vida vai desavisada sobre o caos.

Meu anjo está dormindo sem ter conhecimento destas linhas maltraçadas que não lhe fazem jus. Dorme na pureza do tempo. Sonhando, quem sabe, mais que qualquer um de nós.

Meu anjo está dormindo, plena e pura dos apegos do mundo. Livre que é dos algoses das palavras. Ela que, ainda hoje, pela primeira vez, juntou B com A e leu "BA". Meu anjo que dorme, prestes a peder a inocência e aprender a formar palavras!

Nenhum comentário: