sábado, 7 de janeiro de 2012

"Rasa"

Poema lindo que meu amigo Luciano Cilindro de Souza fez pra mim!!!
 Rasa

Rasa fêmea seduz, convida como laguna em continente
Como enseada cristalina de ilhas desertas
Inspira deleite do pé na areia fria, e na praia quente
Diz que na incerteza do mundo há coisas certas.

Que posso ver refletido, qual película de cinema
Nas ondulações misteriosas desta Rasa gente, mulher expressiva
Senão fugidias imagens de homens ideais, travestida Helena
Rosto de fêmea em mim, que foge em cardumes, dança de água-viva?

Quem deseja à essa enseada translúcida o mar profundo
Se com pouca habilidade, sem precisar prender o fôlego, sem se afogar
Pode caminhar sobre a praia azul, em coral sólido e fecundo
Quem troca perigo de marola, espinho de ouriço, por abismos do mar?

Não desejaria desejar teus longos cabelos, teus seios duros e perfeitos
Como desejo músculos de peito hirsuto, fio de muco em falo duro
Pois o que alcanço em ti, Rasa mulher de póéticos efeitos
Só vai até a imersão do joelho, mas que se dobra por teu talento, eu juro.

Nenhum comentário: