domingo, 9 de dezembro de 2012

Os Anjos São Maus



Conta a lenda que a Guerra no Céu se deu entre duas facções de anjos. Uma que odiava os homens, outra que nos amava. A verdade, senhoras e senhores, é que todos os anjos desprezam humanos. A turma que defendia a humanidade só o fazia por obediência a Deus e à espada ameaçadora de Miguel.

Se a guerra acabou e quem a venceu, isso eu já não sei. Só sei que os anjos, ao contrário do que todos imaginam aqui no chão, são maus e vingativos. E, vez em quando, decidem brincar conosco. Assim, só por maldade mesmo.

Do nada, quando você menos espera, um anjo cruza o seu caminho. E nos olhos do anjo você vê o sentido da vida. Da sua vida! E é claro que você vai se apaixonar por ele, por ela – anjos assumem o sexo que querem, você sabe.

Então, como mágica, você é feliz nos olhos do anjo. Naquele sorriso perfeito, naquela voz que te faz flutuar. Sorte sua se ele tiver tempo e disposição de “brincar” com você por mais do que um momento. Pois o que vai acontecer é inevitável.

Quando você entende que perdeu seu coração, que se perdeu naqueles olhos, que está totalmente arrebatado – e isso acontece numa rapidez impressionante, num piscar de olhos –, o anjo some!

Some. Simples assim. E a dor dessa ausência faz de você a criatura mais miserável do universo. Essa é a parte que eles adoram assistir. Sentados em nuvens, quem sabe. Você completamente arrasado, morrendo de amor, vendo a ilusão desfazer-se em fragmentos de lágrimas.

Somos criaturas passionais. Precisamos de amor, buscamos o amor. É justamente assim que eles nos enredam. Somos o divertimento dos anjos. Esses seres sem escrúpulos, sem decências, sem piedade. Sim, porque estes são sentimentos humanos. E eles, maus que são, deliciam-se de sua – da nossa – miséria.

Cuidado, irmão desavisado. Cuidado com os olhos dos anjos. Eles são encantadores demais. Irresistíveis! E você vai se apaixonar...