segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Infinito Imortal



Meus passos, eu sinto, são mais firmes ao seguir os teus. Meu caminho é mais reto. Essa estrada, ao teu lado, mais segura. Menos íngreme é a encosta da montanha que nos recebe para descortinar miríades de estrelas. Mais belo o pôr do sol refletido nas águas mansas do rio...

Assim, entrelaçando meus dedos nos teus, sei que minhas mãos são capazes de alcançar o espaço entre mundos. Assim, encostando a fronte em teu peito, o pulsar sereno de teu coração me acalma. Tua paz é a minha paz, e minha agitação se recolhe ao contemplar tua serenidade...

Ritmos calmos emanam de ti como se essa tua energia fosse música. Teu abraço acolhedor é meu porto mais seguro e meu ponto de partida rumo a tantas utopias. Tua vontade, minha sina. Cada imagem que capto de ti, uma nova e revigorante fonte de inspiração.

Tua ausência é a causa única da minha saudade. Vontade infalível de que o relógio corra mais que o tempo e te traga de volta para mim. Tua essência é meu néctar, minha pedra filosofal, minha busca do infinito imortal. Teu perfume segue em minha pele.

Impossível saciar a vontade que tenho de me perder em ti a cada hora. Impossível ordenar à mente que te esqueça por um minuto que seja. Impossível não lembrar o gosto doce do teu beijo contido, quase tímido, quase indolor. Impossível não desejar mais um segundo de tua presença.

Nada mais me separa de ti, a não ser a curva dura do tempo, a distância dos corpos. Meu pensamento te traz para tão perto, que quase posso tocar-te. Olho a mim mesma como se ainda estivesse refletida em teus olhos escuros, tão intensos olhos castanhos. E me vejo em ti, como nunca me vi em mim.

Nenhum comentário: