segunda-feira, 17 de março de 2014

Estive pensando...

...Sobre nós. Não leve a mal. Não ligue. Releve. Só estive pensando. Você sabe que pensar é uma coisa que faço bem. Basta que exista o momento, o motivo, a motivação. A mente voa livre por entre os jardins. Eu e minhas alegorias. Enfim... andei pensando sobre nós.

Comecei pelo básico. Lembrei. Lembrança, você sabe, é a base do pensamento lógico. A equação que junta emoção com conhecimento acumulado e resulta em limitadas probabilidades de percepção da realidade vivida. Ou seja, memória. E eu lembrei de nós dois. Muito tempo antes de sermos “nós dois”.

Você lembra? Eu era a discípula ávida por conhecimento. Você, o cara que sabia mais que todo mundo. Um magricelo caladão que dava medo de olhar de frente. Faz tanto tempo, mas creio que não mudamos muito. Ainda sou quem te ouve e te contesta. Você ainda é aquele mago que me fascina.

A diferença é que, hoje, aquele mago é o meu mago. E eu não sou sua aluna, sou sua seguidora. A diferença são dez longos anos, ou quase isso! A diferença é que, agora, os teus olhos não me assustam mais. Ao contrário, eles me dizem tudo o que os teus lábios seletos se privam de falar.

Sim, eu sei. Você não precisa dizer. A verborrágica ainda sou eu. Você é o presente do universo. O melhor de todos, dentre tantos que já ganhei. Você é só pra mim, foi feito pra mim, é o meu número, a minha medida. E eu sei que você sabe que essa medida é recíproca. Sim, eu adoro mimimi’s! Aguente!!!

É que eu estive pensando sobre nós. E cheguei à conclusão de que eu amo você. Não pelo que você já foi pra mim ou pela arte que você desperta ou pelo que o futuro reserva. Eu amo você agora, o homem que você é, o amigo que você é, o sonhador que você é. Antes, eu invejava, idolatrava. Agora, eu amo.

E eu vim só dizer que eu andei pensando em você. E pensando em nós. E eu cheguei à conclusão de que tudo está certo. Tudo é como deveria ser. E é assim. Não interessa se foi o céu ou o inferno ou o irmão cego do Sonho quem escreveu no tal livro do destino. Interessa só você e eu.

Já se vai meia dúzia de meses. Tempo escoando no tempo. Cento e oitenta e dois dias exatos de eternidade etérea. E eu continuo aprendendo a amar você cada vez mais. Um dia, eu quis um anjo. E o universo fez cair um no meu colo! Eu sou feliz desde então! Feliz desaniversário!

Nenhum comentário: